Now Playing Tracks

Culpado

Ela perdeu as esperanças. Disse que seu amor por mim morreu com minhas decepções. Sou acusado de não me esforçar, de desistir e acomodar-me. Culpado! Com as sacolas cheias de coisas dela, vejo o último amor da vida partir. Algo em mim permite isso. Algo que aceita a derrota com uma simplicidade campeã. Um corpo anestesiado. Parei de fumar de novo. E vou parar mais uma vez. E tantas outras. Sempre…

View On WordPress

Em Vida

Há uma sensação de excesso de vida. Uma insatisfação tamanha, provando que ainda há um coração forte e repleto de desejos. Existe algo mais humano que a frustração? Existe algo mais palpável que a tristeza? A dor justifica a vida. A dor é basilar da morte. A derradeira. A saideira. Ébrio de tão sofrido. A garganta seca. Os olhos encharcados. Tarde demais. O braço dela estica e o sentido pinga.…

View On WordPress

A Conta

Então é isso? Você silencia o outro lado da mesa e eu me calo. O vento balança a espuma de nossos dias. A espuma de nossos chopes. De repente, tão repentino que assusta. Um suspiro que pinça o nervo do coração. Um vazio que espeta o pulmão. Nem meus isqueiros lhe servem mais. Seu cigarro você acende. Nem seus olhos esbarram nos meus. Você foge do contato. Como se tudo fosse vão. Descartável.…

View On WordPress

Passarinha

Tudo termina com um sorriso escapando do canto da sua boca. Um traço de pincel na cor vermelha. “A ordem das árvores não altera o passarinho”. Talvez por isso de trás pra frente sejamos tão interessantes. O avesso. Toda despedida é um ápice. Uma tragédia de arrancar suspiros. Você me foge com um aviso de retorno obrigatório. Não é a primeira vez. Muito menos a última. Dá para ver nos seus olhos.…

View On WordPress

We make Tumblr themes