Now Playing Tracks

“Dona Aranha subiu pela parede”

“Dona Aranha subiu pela parede”

Você caiu no conto de uma campanha publicitária
Tirou uma foto com uma banana e cara de indignada.
Seu instagram de frases clichês, roupas e momentos perfeitos
Esconde seu mantra silencioso: #tinhaqueserpreto.
A sua parte mais honesta é o seu preconceito,
O resto é maquiagem, filtro, camarote e decote e peito.

Porque não existe povo mais tolerante que o cristão.
“Nada contra os viados, mas perto…

View On WordPress

Gêmeas

Gêmeas http://wp.me/s2fAqW-gemeas

A fumaça sai de seu cigarro e enrosca na franja. Saturno, baby, Saturno está retornando. E não há revolução solar que impeça ele de aparecer. A cobrança que bate em sua porta e exige sonhos realizados. Como se eles fossem fáceis de conseguir ou fossem vendidos em bancas de jornal, padarias ou bares. Sonhos não são cigarros que você fuma no sofá de sala. Não são mesmo! Saturno sabe disso, mas não…

View On WordPress

Valsa

Valsa http://wp.me/s2fAqW-valsa

Mantenha o compasso. Tá, tá, tá. Um olho no espelho e outro na alma. O movimento é calculado, mas o feeling dita a coreografia. Confie em mim. Minhas mãos na sua cintura. Expire no contratempo. Deixe ser natural. É da gente querer dançar. Baby, tudo dará certo. É madrugada. As leis dormem cedo. Não haverá sol até o último acorde. É tudo permitido. Menos perder o tempo. Esse é preciso contar. Tá,…

View On WordPress

Bicicleta

Vejo você acelerar as pedaladas. A paisagem não se compara ao que você passa por dentro. O sol, o mar e o horizonte. Tudo numa pincelada menor. O ritmo aumenta. Não é uma questão de chegar a um local específico, mas a necessidade de chegar lá. O suor escorre suas costas. Daqui de trás tento acompanhar. Quantas mulheres nunca tiveram isso que você terá. O desespero de querer sentir é luta por…

View On WordPress

Desenhos

Desenhos http://wp.me/s2fAqW-desenhos

Aceita a imperfeição como sua característica, minha linda. O defeito é diferencial. Esses traços estão certos. As linhas que se danem. Seja a deusa de seus cadernos. Desenhe com a liberdade de representar com perfeição os humanos: somos todos defeituosos. Somos todos feitos a imagem e semelhança de um ser caricato. Quem somos nós para desdizer isso? E quem são os críticos? Coloque-os em fila e…

View On WordPress

Menino

Menino http://wp.me/s2fAqW-menino

Quanto pagam por cada espetáculo? Trocados? E quantas apresentações você precisa fazer para almoçar? Um dia inteiro? Dois dias? A fome é a primeira unidade de sua vida. Sem posses. Não ter o que comer é a vacina contra o bom senso. Não há culpa. Só desespero. É o aval. A maldição. Agora você é animal. A necessidade pesa mais que qualquer alma pecadora. Fardo. Farto. Esqueça as regras. A faca já…

View On WordPress

Pezinhos

Pezinhos http://wp.me/s2fAqW-pezinhos

A ponta de bailarina. Esticadinha com a batata contraída. Um esforço digno do alívio que sente. Uma satisfação como céu depois da chuva. Você caminhando pela pista, na beirada dos pés, equilibrada nos dedos e rodando de olhos fechados. Você dança. Luz acesa ou apagada. Com ou sem música. Dança. Com um sorriso de escapar dentes e encher o rosto de quem testemunha. Vai sem destino e coreografia.…

View On WordPress

Cartas

Cartas http://wp.me/s2fAqW-cartas

Suas cartas não param de chegar. Observo elas passarem por debaixo da porta junto com os jornais. Um café e as notícias do dia. Tenho medo de abrir a porta e encontrar o carteiro. “E aí? Quando você vai respondê-la?” – ele perguntaria. Melhor não. Checo a tranca. Tudo certo. Os dias demoram mais. É a luta. Rasgo fotos e esfrego a tatuagem. O passado deveria ser passado. Mantém-se presente. Sonhos…

View On WordPress

Bolhas

Bolhas http://wp.me/s2fAqW-bolhas

Acende o cigarro e dá uma primeira longa tragada. Observo ela calmamente buscar o potinho e fazer bolinhas de sabão com a fumaça. Um sorrisinho de canto de boca mostra que contém a felicidade. Cansada após um dia de praia. Os pés descalços. A unha feita. Pés de bailarina. Nina Simone ao fundo. O robe aberto e o vento do inverno arrancando arrepios. É tudo cenário. Ela faz de propósito. Como se…

View On WordPress

Mosquito

Mosquito http://wp.me/s2fAqW-mosquito

O amor é como um mosquito. Um inferno na hora do seu sono. Um voo rasante em sua orelha e você acerta um tapa em si mesmo. Errou! Ele permanece vivo. Ligar a luz, se acostumar com a claridade e procurar por ele. Onde o maldito mosquito está?! Você nunca vai saber. Desliga a luz e deita. De repente, o peito do pé coça. Você foi picado. Pronto! Lá se vai o sono. A coceira permanece. A pele…

View On WordPress

Conta Gotas

Coloco o copo debaixo da torneira que pinga sem parar. Quem estou enganando? Ela fez as malas como uma avalanche. Derrubou roupas das prateleiras mais altas e jogou-as amassadas para dentro de sacolas e mochilas. Era a pressa. Quem tem dor tem pressa. Ao menos dizem isso. Ela diz que eu sou o culpado. Acumulei erros, manias e problemas como um velho. Empurrei os problemas para depois. Como num…

View On WordPress

Cortiço 2

Abre as cortinas para o cheiro sair e o sol entrar. Suor e cigarro. Eu e você. O perfume incrimina. Já viramos o colchão. Já trocamos o lençol. Agora vem a parte mais dolorosa: o banho frio. Aquele jato d’água fraco que bate no topo da minha cabeça e respinga em você. Arrepios sucedidos de arrepios. Seus saltinhos para esquentar. Acho graça. Tanta coisa para notar e eu filmando seus pelinhos do…

View On WordPress

Cortiço

Cortiço http://wp.me/s2fAqW-cortico

Não se preocupe. É aqui onde moro. Longe dos olhos de Deus. Onde nem os anjos voam. É para cá que trago o que amo. Você, olhos verdes. Não há outra vida aqui que não seja a nossa. Nem sobreviveria. Um canto tão esquecido que a culpa inexiste. Por baixo desses lençóis não há julgamento. Existe maior liberdade do que meu cortiço? Agora entregue-me seu anel. Aqui não há compromisso. Só entrega.…

View On WordPress

We make Tumblr themes